10 benefícios cognitivos de aprender outra língua

Aprender outra língua é ótimo para a profissão, para viajar e para o cérebro! Conheça alguns dos benefícios cognitivos de saber outros idiomas!

Em um mundo cada vez mais competitivo, profissionalmente é preciso criar diferenciais para se destacar da concorrência - e saber novos idiomas sempre é um deles. No entanto, aprender outra língua traz muito mais benefícios do que você imagina. Além de poder se comunicar mundo afora e ficar muito mais próximo de outras culturas, enriquecendo seu aprendizado individual, aprender outra língua também traz benefícios cognitivos. Surpreso? Então prepare-se para descobrir tudo o que as pesquisas científicas têm descoberto sobre o assunto nos últimos anos!

 

1 - Aprender outra língua ajuda a desenvolver mais habilidades multitarefas

Um estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia (EUA) mostra que aprender outra língua colabora para o desenvolvimento e melhora da habilidade de deslocar a atenção mais facilmente entre dois sistemas de fala e escrita. Como o cérebro se exercita ao se revezar entre duas estruturas linguísticas diferentes, a prática de um idioma melhora ainda mais a capacidade de realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, principalmente nas crianças.

 

2 - Aprender outra língua melhora o processo de tomada de decisão

A Universidade de Chicago publicou um estudo no periódico Psychological Service sugerindo que aprender outra língua reduz inconsistências cognitivas, melhorando o processo de tomada de decisão. Segundo a pesquisa, o processo de raciocinar em outro idioma faz com que as decisões sejam mais sistemáticas e menos baseadas em fatores negativos - o que é um processo mental comum quando usamos apenas nossa língua nativa.

 

3 - Aprender outra língua aguça a percepção

Na Espanha, a Universidade de Pompeu Fabra produziu um estudo que indica que aprender outra língua aumenta o poder de observação e de foco sobre informações relevantes, como um filtro que joga fora o que não é importante. O personagem de Sherlock Holmes, que é poliglota, é um ótimo exemplo disso.

 

4 - Aprender outra língua melhora a memória 

A Academia Americana de Neurologia, em 2011, mostrou que mesmo quando adulto, aprender outra língua ajuda a proteger a memória. A pesquisa foi conduzida com voluntários, considerando suas idades e nível de escolaridade e mostrou que aqueles que falam quatro ou mais idiomas tinham cinco vezes menos chances de ter problemas cognitivos do que os que falavam apenas duas línguas. Já os que falavam três línguas, a chance era três vezes menor.

 

5 - Aprender outra língua reduz os riscos de desenvolver demência e Alzheimer

O Mal de Alzheimer e os vários tipos de demência foram alvo de diversos estudos ao longo dos anos. Uma pesquisa do Instituto de Pesquisas Rotman (Canadá) com um grupo portador de Alzheimer, por exemplo, mostrou que os bilíngues começaram a apresentar os primeiros sintomas, em média, cinco anos depois do que aqueles que sabem apenas um idioma.

 

6 - Aprender outra língua melhora o desenvolvimento cognitivo infantil

Aprender outra língua desde a infância faz com que o cérebro da criança crie mais conexões, processando informações para aprender tudo em dobro. Isso estimula a curiosidade infantil, melhorando seu desenvolvimento cognitivo. Ao mesmo tempo, a língua materna, no nosso caso, o português, também é beneficiado, uma vez que, mesmo inconscientemente, ela passe a reconhecer melhor o português como um sistema de comunicação, reforçando seus laços com ele.

 

7 - Aprender outra língua turbina a atividade cerebral

Um teste de inteligência da revista Annals of Neurology com jovens e pessoas com 70 anos mostrou que aquelas que falavam dois ou mais idiomas apresentavam mais desempenho cognitivo (percepção, memória, raciocínio e imaginação) do que as que falavam apenas a língua natal, independentemente da idade.

 

8 - Aprender outra língua faz o cérebro criar mais massa cinzenta

Uma pesquisa da University College of London (Inglaterra) mostrou que o cérebro de quem fala duas ou mais línguas desenvolve mais massa cinzenta, que concentra grande parte das células nervosas cerebrais, na região associada ao aprendizado do vocabulário. Quanto maior for a quantidade de massa cinzenta, mais rapidamente e melhor o cérebro desempenha tarefas.

 

9 - Aprender outra língua melhora o desempenho em testes e exames

A Universidade de York, no Canadá, desenvolveu uma pesquisa que mostra que os estudantes de uma segunda língua pontuam melhor os testes e têm mais facilidade na resolução de problemas do que seus colegas monolíngues. Os resultados foram especialmente bons nos exames padronizados das categorias de matemática.

 

10 - Aprender outra língua pode retardar o envelhecimento

Estudos da Universidade de Edinburgh (Escócia) mostram que quem sabe dois ou mais idiomas perde suas capacidades cognitivas depois do que quem sabe apenas uma língua. Os bilíngues idosos, por exemplo, apresentaram melhores resultados, principalmente em testes de atenção, fluência e foco.